terça-feira, 16 de maio de 2017

Um breve comentário do Livro O labirinto - Jim Helson e A.C.H Smith


Curiosidade sobre os autores:


James Maury, mais conhecido pelo nome de Jim Henson. O cartunista, músico, roteirista, designer e diretor sabia acessar como ninguém o coração das pessoas e o seu maior dom foi dar vida a seres inanimados, sim ele criou a inesquecível Família Dinossauro. Além deste, Henson também criou fábulas como Labirinto, em parceria com George Lucas, filme que encantou toda uma geração quando foi lançado, há 30 anos, com David Bowie como Jareth, o Rei dos Duendes, e também responsável pela trilha sonora, e uma jovem Jennifer Connelly no papel de Sarah, a protagonista que deseja que os duendes levem Toby, seu meio irmão e – para seu espanto – é atendida. Arrependida, ela é desafiada pelo Rei dos Duendes a atravessar o sombrio Labirinto, repleto de perigos e seres mágicos. A novelização de Labirinto finalmente é publicada em português, em uma edição à altura do mestre. Escrita por A.C.H. Smith em parceria com Henson, a edição apresenta pela primeira vez as ilustrações dos duendes feitas por Brian Froud, que trabalhou no filme, além de trechos inéditos e nunca vistos com 50 páginas do seu diário, detalhando a concepção inicial de suas ideias para Labirinto, comemorando os 30 anos do filme em grande estilo.



 Pequeno resumo:


Sarah, se sente desprezada e ressentida desejando ter mais atenção aos seu pai e sua madrasta que só lembram de seu meio irmão, o pior de tudo é que ela precisa cuidar dele. A mãe biológica de Sarah é uma atriz de sucesso e para seguir os passos da mãe ela treina sua atuação com falas de um livro chamado: "Labirinto".

"Você pensa que é muito esperta", disse Hoggle. "Sabe por quê? Porque você ainda não aprendeu nada." (p.46)

Certo dia, a madrasta de Sarah por querer sair seu marido incube a menina de cuidar de seu meio irmão e ela fica irritada, porque para ela era uma injustiça. Quando o menino começa a chorar ela o pega no colo e recita uma das falas do livro, para que o rei dos Duendes levar seu irmão embora e transforma-lo num duende.

"Eu desejo que os duendes realmente venham e levem você embora... agora." (p.28)

O que ela não esperava era que seu desejo se realizaria, logo ela se arrepende e fica desesperada ao pensar em seus pais chegando e vendo que seu irmão havia desaparecido. Vendo a relutância de Sarah para que devolvessem seu irmão o rei dos duendes (que no filme é interpretado pelo David Bowie) lhe lança um desafio que consistia em ela atravessar o labirinto e chegar em seu castelo tendo no máximo 13 horas para isso.

Disposta a correr o risco e salvar seu irmão, Sarah enfrenta o perigoso labirinto que muda de posição e  diversas criaturas mandadas pelo rei para desvia-la do caminho certo.

 Resenha:

confesso que senti  como se tivesse lendo uma outra versão de Alice no país das maravilhas, isso não é uma coisa ruim já que eu amo essa história devido seus simbolismos e questões sociológicas entrincheiradas numa história infantil, mas voltando ao livro labirinto, a leitura é bem leve, pois a forma como o escritor passa a história é bem fácil de entender. Os personagens conseguem te cativar... 

Sarah me pareceu um pouco mimada no começo, reclamando sem necessidade, mas vamos levar em conta que é uma criança, porém mais adiante vemos que seu crescimento e amadurecimento vem sendo construido perante a realidade a qual estava presenciando. 


Devo dizer que em minha opinião o livro é um bom passa tempo, não é uma história que tem algo de novo, mas realmente vale a pena ser lido. E vamos bater palmas para a edição da Darkside que como sempre arrasa. (uma das minhas editoras favoritas <3). Podemos nem elogiar muito senão fica mal acostumada. kkk

De 01 a 05 para este livro,

(Minha nota é 4).

2 comentários:

  1. Olá.
    Gostei da resenha. Embora o livro me parece dispensável, achei interessante essa semelhança com alice no pais das maravilhas (é um dos meus filmes da disney preferidos).

    Abraços,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro ♥️
      Alice nos pais das maravilhas é uma história que eu tenho um amor em especial desde crianca!
      É um obra tão genial e inteligente...
      Um dia chego num nível de escrita perfeita desses kkk

      Excluir